O que é Reiki?



Apesar de o Reiki ser de natureza espiritual, não é uma religião. Não tem nenhum dogma e não há nada em que se deva acreditar a fim de receber, aprender ou usar Reiki. 




A palavra Reiki é composta de duas palavras japonesas - Rei, que significa "A Sabedoria de Deus ou o Poder Superior" e Ki, que é "energia vital". Assim, o Reiki é, na verdade, "energia da força vital guiada espiritualmente".

Um tratamento parece um maravilhoso esplendor radiante que flui através e ao redor de você. O Reiki o ser de forma holística, incluindo corpo, emoções, mente e espírito, criando muitos efeitos benéficos que incluem relaxamento e sentimentos de paz, segurança e bem-estar. Muitos dos que recebem o Reiki relataram resultados milagrosos.


O Reiki é uma técnica japonesa para redução do estresse e relaxamento que também promove a cura. É administrado por "imposição de mãos" e baseia-se na ideia de que uma "energia vital" invisível flui através de nós e é o que nos faz estar vivos. Se a "energia da força vital" é baixa, é mais provável que adoeçamos ou sintamos estresse, e, se for alta, somos mais capazes de ser felizes e saudáveis.



Reiki é um método simples, natural e seguro de cura espiritual e auto-aperfeiçoamento que todos podem usar. Tem sido eficaz em ajudar praticamente todas as doenças e enfermidades conhecidas e sempre cria um efeito benéfico. Ele também trabalha em conjunto com outras técnicas médicas ou terapêuticas para aliviar os efeitos colaterais deste e promover uma recuperação duradoura e com mais qualidade.


COMO SURGIU O REIKI?

Tudo começou no final do século 19, quando Mikao Usui, um sacerdote cristão que também era professor e dava aulas de religião, ficou sem respostas quando questionado por seus alunos sobre como Jesus conseguia curar apenas com imposição das mãos.

A partir desse fato, algo cresceu dentro de si e ele partiu para uma busca interior passando a viver alguns anos em um Mosteiro Budista onde estudou intensamente os antigos escritos, sendo orientado a buscar na meditação as respostas que procurava.

Assim ele fez. Durante 21 dias meditou no monte Kurama, local que fica nas imediações do centro de Kyoto, e no ultimo dia ele esteve em um estado de iluminação pleno, onde visualizou através de uma forte luz dourada e branca os símbolos sagrados e secretos do Reiki, compreendendo no mesmo instante suas formas e aplicações. 

Além disso, ele compreendeu as muitas escrituras sagradas que havia estudado anos atrás e finalmente compreendeu como Jesus fazia curas pela imposição das mãos. Apesar de estar a 21 dias em jejum, apenas bebendo água, ele não sentia fome ou grandes fraquezas, pois estava em harmonia com a Energia Universal. Seu propósito tinha sido alcançado.



AS PRIMEIRAS CURAS 

Há relato de quando se preparava para voltar, enquanto descia, a montanha, o professor machucou um dos dedos do pé em uma pedra, causando um pequeno sangramento. Ao perceber que poderia por em prática o que aprendera, aproximou as mãos do ferimento  e pode então enviar energias que rapidamente acabaram com a dor e o sangramento.

Retornando ao mosteiro, ele ainda curou uma jovem com fortes dores de dente e também curou a artrite de um dos mestres idosos que lá residia. Foi assim que ele entendeu que existia um bem enorme naquilo que descobrira e compreendeu que essa energia divina de cura precisava ser espalhada, batizando-a finalmente de  Reiki.

Assim, Mikao Usui abriu um centro de cura em Tóquio, onde todos que frequentavam podiam experimentar a cura das enfermidades através da imposição das mãos, passando a recuperar a qualidade de vida.

Infelizmente esse estado, muitas vezes era passageiro, pois as pessoas que o recebiam não mudavam seu padrão de vida, muitos eram pedintes que viviam de esmolas e não pretendiam abandonar esse estado.

A partir disso, ele criou então os 5 princípios do Reiki:

1. Só por hoje não me irritarei.
2. Só por hoje não me preocuparei.
3. Respeitarei meus pais e professores e as pessoas idosas.
4. Ganharei a vida honestamente.
5. Demonstrarei minha gratidão a todos os seres vivos. 





Mesmo que esteja intimamente ligado à espiritualidade, o Reiki em nada tem a ver com religião e nem exige nenhuma crença prévia e por ser algo divino, vir de Deus, muitas pessoas acabam por ter essa ideia errada.


Se o Reiki se espalhar pelo mundo, ele tocará o coração do homem e a moral da sociedade. Ele será útil para muitas pessoas, curando não apenas doenças, mas a terra como um todo.
— Inscrição na lápide do sensei Usui.

Reiki é...

Terapia. Complementar e integrativa.

Filosofia. Além da prática terapêutica possui cinco princípios orientadores.

Holístico. Atua sobre o corpo físico, mental, emocional e energético/espiritual.

Energia. O seu princípio é a Energia Vital, que nos rodeia e preenche. O corpo tem uma energia vital chamada Ki, tudo no universo é alimentado por energia.

Toque. Uma terapia de toque em contato leve ou ligeiramente afastado do corpo, com posições pré-determinadas. Estas posições seguem um código deontológico de respeito ao paciente. O Mestre Hayashi introduziu algumas técnicas que envolvem toque.

Ética. Uma prática com códigos deontológicos. O Código de Ética e a Norma da Prática da Terapia Complementar Reiki fornecem uma série de linhas de orientação, direitos e deveres. Os beneficiados não devem tirar a roupa, não devem ser esfregados com óleos ou qualquer outro tipo de materiais. O Reiki também não faz uso de instrumentos acessórios.

Método. Um método com técnicas próprias, ensinadas ao longo de níveis específicos de ensino. O Mestre Usui ensinava 21 técnicas.

História. Uma prática desenvolvida pelo Mestre Mikao Usui, no Japão, em 1922, portanto não é milenar. Podemos encontrar práticas como o Kaji, no Japão, relatado no ano 900, ou outras práticas que envolvem a colocação de mãos e o uso de energia por todo o continente asiático, no entanto, Reiki, como método e com as técnicas existentes, foi desenvolvido por Mikao Usui em 1922. Caso se queira fazer referência a uma prática de tratamento energético pelas mãos sim, pode dizer-se que tem referências centenárias mas não dizendo diretamente que é Reiki.


Reiki não é...

Medicina. Não faz diagnóstico equiparado à medicina convencional ou tradicional. Não é exclusivo, integra-se com qualquer terapia ou medicina.

Religião. Nem seita, não é uma linha espiritual (a espiritualidade é própria do indivíduo que nela tem crenças). 

Restritivo. Não apresenta uma perspetiva única na terapêutica, é abrangente e visa o bem-estar da pessoa.

Massagem. Não envolve manipulação do corpo. O receptor ou paciente pode (e deve) estar vestido. A sessão pode ser realizada em posição deitada ou sentada. Mestres preparados, podem realizar a sessão a distancia. 

Simplista. Apesar do Reiki ser simples suas aplicações são extensas e necessitam de tempo para que possam ser corretamente aplicadas.

Legal conhecer um pouco mais dessa técnica maravilhosa, né? Eu AMO REIKI e sou grata por todos os seus benefícios!

E se você quer continuar a conhecer  mais sobre ele, não deixe de acompanhar o blog. Aqui você encontrará posts completos com tudo o que você precisa saber para otimizar seus estudos ou aproveitar ainda mais as sessões que recebe.

E não deixe de compartilhar nos comentários suas dúvidas ou sugestões sobre o tema!

Fase da Lua hoje: Cheia 🌕



Follow 💜 @SeresLunares
Todos os Direitos Reservados.



Nenhum comentário:

Postar um comentário